Praça Siqueira Campos Cacimba da Santa Cruz

Serviu de fonte abastecedora de água potável para consumo dos tropeiros e viajantes que ali acampavam e para toda a população da Vila de Lages. Tropeiros e viajantes foram incentivados pelo fundador, que fizessem parada e pousada na colina, pois foi argumentado que o local oferecia uma ótima visão da região, pastagem e principalmente água pura e cristalina para o consumo e o privilégio de estarem próximos à Vila. Além da Cacimba, Lages dispunha das águas do Rio Carahá, seus afluentes e finalmente o Rio Caveiras. Com a canalização de água nas residências, a cacimba foi desativada em 1968, e com o decorrer do tempo ficou soterrada, mas em 1973 foi desaterrada e em 1976 restaurada. Hoje é um dos Monumentos Histórico e Cultural de Lages. 
Localizada na rua Carlos Jofre do Amaral em frente ao SCC.

 

Igreja da Santa Cruz

Foi construída onde tropeiros e viajantes se reuniam e, faziam ao redor do fogo de chão no acampamento, suas reuniões, lazer, descanso, troca de informações, caus... Leia mais

Igreja da Santa Cruzclose Veja o mapa
Catedral Diocesana - Catedral Nª Sra dos Prazeres

No dia 01 de janeiro de 1922, após 12 anos de construção, estava pronta a grandiosa igreja de Lages para ser consagrada. A missa foi celebrada por D. Joaquim Doming... Leia mais

Catedral Diocesana - Catedral Nª Sra dos Prazeresclose Veja o mapa
Monumento Correia Pinto

A Capitania de São Paulo achou por bem fundar uma povoação nesta região, diziam que a finalidade seria proteger fazendeiros, tropeiros e viajantes contra  o ataqu... Leia mais

Monumento Correia Pintoclose Veja o mapa