Festa do Pinhão – Origens Torneio de vaca parada reúne famílias no parque Conta Dinheiro

Piás e meninas podem se inscrever no torneio de vaca parada na data do evento

Eles ainda são pequenos, mas sabem bem o que querem. Participar de uma competição com tão pouca idade é admirável. O apoio e o envolvimento dos pais é o que mais conta neste caso. Essa ligação e o gosto pela tradição fazem meninos e meninas começarem cedo nas atividades artísticas e culturais. Uma delas é a vaca parada. No projeto Origens, que ocorre durante a 30ª Festa Nacional do Pinhão, entre os dias 25 e 27 de maio, meninos e meninas até 11 anos poderão mostrar suas habilidades com um laço na mão.

 

O torneio será divido em quatro modalidades, crianças até sete anos e de sete a 11, feminino e masculino.  As inscrições podem ser feitas na hora e local do evento, no parque Conta Dinheiro. Serão dois dias de competição. No sábado (26), a partir das 16h, todos terão a oportunidade de jogar suas armadas. Os classificados de cada modalidade participam da final marcada para o domingo (27), às 15h. Haverá premiação especial para os participantes até sete anos e prêmio em dinheiro aos demais.

 

Tradição familiar de respeito e amor à cultura

O João Lucas Souza Dias tem cinco anos. A primeira vaca parada ganhou quando tinha apenas seis meses de idade. Ele laça, assim como o pai, os tios, avós e bisavós, só que a vaquinha dele ainda é de madeira e está parada. Essa atividade emociona a mãe, a professora Taise Souza Andrade.

 

Ela e o marido sempre participaram de rodeios pelo estado, mas deixaram a vontade de laçar partir do menino. “A gente sempre deixou ele livre. Ele amadureceu e disse que queria. Quando laçou pela primeira vez eu chorei, e em todas as outras também ”.  

 

Para ela, a tradição gaúcha é um orgulho. “Eu admiro muito o tradicionalismo porque é algo que lembra nossas raízes e reúne as famílias e amigos. Sou uma eterna apaixonada por essa cultura”, reforça. A mãe orgulhosa destaca ainda que, assim como outros esportes, a atividade aproxima as pessoas e incentiva os pequenos no caminho do bem. “Vou acompanhar e incentivar sempre”.

 

Catarinas Comunicação 

 

Foto: divulgação