Escola de Artes da Fundação Cultural leva música e teatro ao Ponto de Leitura

Proposta é incentivar a leitura no espaço da Fundação Cultural de Lages (FCL)

 O início da tarde desta segunda-feira (6 de maio) no Terminal Urbano de Lages foi de movimentação não só com o vai e vem dos ônibus e seus usuários. Por volta das 14h, violinos eram afinados para mais uma apresentação dos alunos da instrutora Dani Porto da Escola de Artes Elionir Camargo Martins. O local específico foi em frente ao Ponto de Leitura Rita de Cássia Proença, que assim como a Escola de Artes, integra um dos equipamentos de cultura da Fundação Cultural.

Enquanto passageiros curtiam a trilha sonora de violinos com execuções que iam da música clássica com “Trenzinho Caipira” de Villa Lobos, “Vira Virou” de Kleiton e Kledir e “Caçador de Mim” de Milton Nascimento, a homenagem a Minas Gerais, na composição de Tonico e Tinoco, os alunos de teatro da instrutora Tainara Muniz preparavam-se para apresentar o esquete “Lá Fora”.

Luiz Carlos Vieira (78 anos), morador do bairro Petrópolis, acompanhou de perto a apresentação da turma do violino. “Esse tipo de coisa a gente só vê em cidade grande. Estou muito contente de darem espaço pra música e para o teatro aqui no terminal e que as pessoas em Lages estão acompanhando,” diz. Sobre o Ponto de Leitura, Luiz fala que sempre dá vontade de parar para ler alguma coisa, e o fato de ter música despertou ainda mais a vontade de ler.

Segundo o superintendente da FCL, Giba Ronconi, apresentações de outras turmas da escola de artes em frente ao Ponto de Leitura ainda estão sendo estudadas pela Fundação Cultural. “Gostamos do resultado, temos que ver o retorno dos usuários do terminal também. Mas acreditamos que a mensagem da cultura em prol não só do Ponto de Leitura foi bem recebida”, acredita.

 

Texto e fotos: Fabrício Furtado

 

 

 

 

Outras informações acesse o site: http://www.lages.sc.gov.br

Prefeitura de Lages