Feira Expolages oferece em quatro dias o melhor da região

23 animais das Raças Hereford e Bradford oriundas de três parcerias de fazendas de Painel e Lages estarão no julgamento e em exposição na Expolages .

 23 animais das Raças Hereford e Bradford oriundas de três parcerias de fazendas de Painel e Lages estarão no julgamento e em exposição na Expolages - Foto: Bega Godóy

 Tradicional em Santa Catarina e em outubro a Expolages abre os portões do Parque de Exposições nesta quinta-feira (11), a partir das 19h30. A feira segue até domingo e apresenta o que há de melhor no setores da indústria, comércio e pecuária.

O presidente da Associação Rural, Márcio Pamplona, está animado com a adesão dos mais de 50 expositores da feira agropecuária e multissetorial. E principalmente pelo aumento de animais participantes em relação à edição passada, considerando os que irão para julgamento e os que serão leiloados.

 

A Feira da Novilha, neste ano, terá 800 animais, 300 a mais que 2017. No que se refere ao gado geral o aumento foi de 15%. Pamplona espera grande negócios, mas preferiu não apontar valores. O que quer é superar os números anteriores e que haja liquidez na comercialização.

Certeza embasada na qualidade dos animais expostos por conta da seleção e consequentemente pelos investimentos dos produtores, como a melhoria do gado, fruto de um trabalho de anos e do uso das novas tecnologias.

“Todos os recursos, em termos de melhoramentos genético disponíveis no mundo, são usados pelos pecuarista catarinenses como a transferência de embrião e fertilização em vitro. São técnicas de vanguarda, desenvolvidas para melhoramento genético que permitem o crescimento rápidos dos rebanho”, explica

Para ele, o momento político e econômico não altera e nem influencia os negócios. “Somos uma entidade apartidária que defende o trabalho em prol do produtor. O sucesso da Expolages é um reflexo da confiança que o produtor tem do seu negócio. Hoje, a pecuária é um setor que está estabilizado, se mantendo em atividade apesar dos nossos preços não terem grandes  alterações há dois anos”.

O executivo da Associação Empresarial de Lages (Acil) Alberto Engel reconhece que o país passa por um momento difícil de instabilidade econômica e política, mas, mesmo assim, disse que houve movimento da associação para fortalecer os negócios na região e impulsioná-los.

“Empresas como a John Deere – máquinas e equipamentos agrícolas e de construção- fomentam outras empresas e geram riquezas e parcerias na região, caso da GTS do Brasil, J. De Souza e Minusa estão entre as expositoras”, explica. Aproximadamente 50 expositores da região e algumas de fora participam da Feira.

 

Matéria: ?clmais.com.br

 Foto: Bega Godóy