Rally em Capão Alto reúne pilotos de todo o país

A cidade de Capão Alto recebeu neste final de semana cerca de 70 competidores para disputar as provas do Rally Rota SC Baja 2018 e do Rally Adventure Cup Baja 2018,nas modalidades quadriciclo, UTV e moto. A cidade ficou movimentada pelos pilotos que vieram de todo o país. A concentração dos pilotos foi no Parque de Exposições Juca Vieira, mas as disputas aconteceram em uma fazenda de propriedade particular.

 

  O Rally Rota SC Baja 2018 é válido pelo campeonato brasileiro da categoria e recebeu pilotos de vários estados, como Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo. Eles disputam provas no mundo todo, a exemplo de Reinaldo Varela, que nesta prova correu na categoria UTV, mas tem em seu histórico uma vitoriosa carreira, incluindo premiações em corridas internacionais. Ele faz dupla com o lageano Gustavo Gugelmin, que é seu navegador, juntos já disputaram o Rally dos Sertões, dentre outras competições. Os dois participaram da prova em Capão Alto neste final de semana.

 Já o Rally Adventure Cup Baja 2018 é uma prova regional, que envolve pilotos de Santa Catarina e Paraná, pontuando apenas para o campeonato regional.

Os dois ralis são provas de velocidade. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro Rally Baja 2018 acontece no dia 14 de outubro em Itupeva (SP).

 

Provas: No sábado, houve o prólogo, que é a qualificação para a prova de domingo, a especial. A corrida é um circuito que acontece dentro da fazenda. Quem corre pela disputa nacional, fez duas voltas no prólogo e quem disputava o regional, fez uma volta.

No domingo, para finalizar a competição, houve a disputa Super Prime, que foi uma volta dentro do parque de exposições Juca Vieira, de cerca de 1 km, que foi acompanhada pelo público.

 

Características do Rally Baja: O Rally Baja é uma prova esportiva disputada em terrenos variados com o objetivo de colocar em mérito a velocidade e a resistência dos pilotos assim como a resistência das máquinas.

Para chegar ao fim de cada etapa, o piloto deve seguir as indicações sobre a rota feita através de placas sinalizadoras. Poderá ser utilizado bumping adicional para reforçar e melhorar a visibilidade da sinalização.

O terreno é composto de paisagens naturais e geralmente não modificados pelo organizador, nem se limitando a montanhas, seções rochosas, dunas, rios, leitos secos de rios, trilhas de lama, vias públicas aberta, vegetação natural, arbustos, gramas altas, florestas, estrada de asfalto, trilhas off road.

Matéria : Gislaine Couto / clmais.com

Crédito da foto: Cládio Rieser/Divulgação