Festa para marcar o centenário da Igreja de Santo Antônio dos Índios neste sábado

Localidade de Santo Antônio dos Índios irá celebrar, no próximo dia 18 de agosto, os 100 anos da Igreja de sua localidade.

 A princípio pode parecer apenas uma data festiva, mas a data comemorativa do centenário de uma igreja, aliada à importância que o lugar teve econômica e socialmente para Lages, faz com que a confraternização ganhe proporções históricas assim como a própria vida da localidade mais antiga de Lages. Lugar esse que leva nome de Distrito, imortalizado em uma das estrelas do azul da bandeira lageana, e pelo decreto-lei estadual número 86, de 31 de março de 1938, em que o distrito de Palmeira passou a denominar-se Santo Antônio dos Índios.

Dos famosos e importantes sobrenomes, Santo Antônio dos Índios é uma comunidade que possui um conteúdo histórico tão extenso e rico quanto os capítulos da formação de Lages. As atividades econômicas baseadas na madeira e nas famílias são parte de uma saga que foi desenvolvida através da fé e da construção de uma igreja que já foi de madeira, já passou por uma tormenta, e agora chega ao seu centenário.

Uma tempestade, uma escola e uma nova igreja

Na madrugada de 4 para 5 de junho de 1916, Santo Antônio dos Índios zelava o sono tranquilo de uma centena de moradores que descansavam da lida nas lavouras, olarias e madeireiras. Não se ouvia nada, nem pios dos inúmeros pássaros bico chan chan que eram famosos por povoar as árvores do Distrito. Todo esse silêncio seria brevemente rompido por uma ventania que trouxe uma forte tempestade, ou, tormenta como descrita nas páginas de uma ata de 18 de agosto de 1918, redigida pelo Frei Gabriel Zimmer - o mesmo pároco teria intercedido pela compra dos sinos da Catedral Diocesana ao pedir colaboração a fazendeiros em 1915.

Relatos contam que a tormenta foi tão forte que a Igreja de madeira voou e deixou partes pelos campos. Destas madeiras, a comunidade construiu a escola Bico Chan Chan, que durante dois anos serviria de Capela até que a nova Igreja fosse inaugurada em 18 de agosto de 1918.

Para resgatar a memória desta história de tantas outras, a comunidade realiza no próximo dia 18, sábado, a partir das 14h, a festa do centenário da Igreja de Santo Antônio dos Índios. A programação inicia com uma missa e segue com atividades culturais, brinquedos e exibição de fotos antigas e filmes. Toda essa programação será realizada em frente à Igreja, o mesmo local que realizou tantas outras festas durante estes 100 anos.

Segundo a atual presidente de Santo Antônio dos Índios, Carla Machado, o principal objetivo da celebração do próximo dia 18 é a reunião de todas as famílias que marcaram a história da comunidade. “Uma forma de poder homenagear elas, tornando ainda mais importante a presença de cada um para o que somos hoje”, ressalta.

Serviço:

O quê? - Festa dos 100 anos da Igreja Santo Antônio dos Índios

Quando? - dia 18 de agosto, sábado. A partir das 14h

Onde? - Em frente à Igreja Santo Antônio dos Índios

Informações: Carla Machado - 99171-7903

Legendas:

01 - A primeira Mostra do Campo foi realizada em frente à Igreja Santo Antônio dos Índios, em 1984

02 - Ao longo dos 100 anos, a Igreja passou por uma série de reformas

03 - Comunidade construiu sua história em torno da Igreja

04 - Escola Bico Chan Chan, construída com as madeiras que ficaram da tormenta

Fotos: Arquivo Museu Thiago de Castro, família Machado e Comunidade de Santo Antônio dos Índios

 

 

 

Outras informações acesse o site: http://www.lages.sc.gov.br

Prefeitura de Lages