Sessão de negócios reúne empresários ligados ao turismo na Serra Catarinense

Produtos coloniais e serviços desenvolvidos na Serra Catarinense estiveram em evidencia na quinta-feira (21), em uma sessão de negócios realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SC), durante o Workshop Identidade Cultural da Serra Catarinense.

 O evento foi uma iniciativa inédita do Sebrae para o setor de turismo para integrar a cadeia produtiva e fomentar negócios entre diversos segmentos, como serviços, comércio, indústria e pequenos produtores com foco no fortalecimento e valorização da identidade da cultura serrana.

 

 No restaurante da empresária argentina Ivana Vasquez, localizado em Urubici, a matéria prima utilizada é, essencialmente, retirada e produzida na Serra Catarinense. Há um ano, ela e o marido italiano mudaram para a cidade em busca de frio e paisagem de montanha. No estabelecimento estilo italiano, são servidas massas e pizzas. Com a visão voltada para o futuro, ela aproveitou a sessão de negócios para mostrar de forma gratuita, os diferenciais do seu empreendimento para outros 49 empresários.

 

“Fiz muitos contatos. Apresentei o meu restaurante e conheci vários outros negócios como produtores de carne, queijo, além de pousadas. Todos vão agregar ao meu empreendimento, muitos podem se tornar meus fornecedores. Espero ter acrescentado também”, revela.

 

O coordenador regional do Sebrae na Serra Catarinense, Altenir Agostini, destaca que o preenchimento de todas as vagas disponíveis demonstra que a região finalmente despertou para as diferentes oportunidades existentes para todos os setores envolvidos com o turismo. “O que vimos foram empreendedores de todos os municípios preocupados em interagir para agregar valor aos produtos produzidos no território e construírem um diferencial competitivo. Demos um passo muito importante para o desenvolvimento da região”.

 

Serra Catarinense precisa agregar valor para atrair turistas e investir em novos mercados

 

Além da sessão de negócios, o Sebrae trouxe a Lages para uma palestra sobre turismo inovador o ex-ministro do Turismo, ex-presidente do Sebrae Nacional e consultor de turismo, Luiz Barreto. O especialista destacou que a Serra Catarinense possui um enorme potencial turístico, mas precisa haver um esforço conjunto do setor privado e público para trabalhar uma governança coletiva de maneira a desenvolver de forma profissional o setor.

 

Barreto destacou as belezas naturais da região, a localização privilegiada, a receptividade das pessoas e o fato de ser uma região segura. “A natureza privilegiou a Serra Catarinense. Agora, os homens precisam oferecer a estrutura necessária para receber um turista cada vez mais emponderado e exigente”.

 

Não há como pensar apenas no turismo de inverno, é preciso ir além, criar alternativas para a sazonalidade. “A região precisa pensar, investir e disputar com outros destinos o mercado de eventos de negócios, por exemplo. É um turista que gasta mais, em média US$82 por dia, o de lazer US$61. Vem a trabalho, mas busca também, vivencia e interação com a realidade local”.

 

 

Por Catarinas || texto e fotos