30ª Festa Nacional do Pinhão tem como marca o resgate do tradicionalismo

Nos três primeiros dias do evento haverá provas campeiras, com destaque para gineteada e apresentações de invernadas artísticas dos CTGs de Lages.

 O prefeito Antonio Ceron, preocupado com o resgate do tradicionalismo, da cultura, usos e costumes do povo serrano de Santa Catarina, um anseio da comunidade lageana e dos turistas em geral, sugeriu aos organizadores a inclusão de provas campeiras na programação da 30ª Festa Nacional do Pinhão. E assim foi lançado o Especial Origens, com provas de gineteada para adultos e veteranos (em pêlo), além de montaria em pôneis e prova de vaca parada para as crianças. Apresentações de invernadas artísticas também farão parte da programação tradicionalista.

 Essas provas serão realizadas nos três primeiros dias da Festa (25, 26 e 27 de maio), no Parque de Exposições Conta Dinheiro. Na noite do dia da abertura haverá gineteada, 50 montarias (classificatória), a partir das 19h. Em seguida, por volta das 21h, gineteada para veteranos (acima de 40 anos), com 15 montarias.

 Para o dia 26 de maio, às 15h, reinicia a fase classificatória da gineteada. Já às 16h haverá prova de vaca parada (menina e piá até 11 anos), e às 17h30 será a vez da montaria em pôneis. Às 18h30 apresentam-se as invernadas artísticas dos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) de Lages.

 Para o dia 27 de maio estão programadas, para as 13h30min, a semifinal da gineteada; 15h, finais da vaca parada; às 16h, final da gineteada, e 17h, encerramento da programação campeira. Esta programação, somada à realização das duas edições da Sapecada (da Serra e da Canção Nativa), promove a volta às origens da Festa do Pinhão.

Arte: Divulgação

 

 

 

Outras informações acesse o site: http://www.lages.sc.gov.br